domingo, 5 de setembro de 2010

ALEGORIA DA CAVERNA E HORTON E O MUNDO DOS QUEM - UMA APROXIMACAO POSSIVEL

Desde que o entendimento humano atinge a mínima razão, o ser humano é fadado a ser um poço de perguntas: o que é isso? E aquilo? E o que tem lá adiante? Também aqui o que se tenta é levantar questões sobre um texto estritamente filosófico e associá-lo a uma linguagem cinematográfica, tipicamente voltada ao público infantil. O primeiro conteúdo será tomado de “Alegoria da Caverna”, de Platão e o segundo, da animação “Horton e o Mundo dos Quem!”.
No primeiro capítulo, “Apresentação das Ideias” serão apresentados os conteúdos das ideias contidas nos textos da Alegoria da Caverna e no enredo do filme “Horton e o Mundo dos Quem!”, bem como a sua ficha técnica.
No segundo capítulo, “Aproximação dos mundos”, serão contempladas as primeiras questões implicitamente a serem levantadas: O que é a caverna e o que seria Quemlândia? Respondidas essas, passará a se perguntar se é possível se conhecer em um mundo fechado?
No terceiro capítulo, “Separação dos mundos”, visto que são mundo habitáveis, as segundas questões, também implícitas: poderá alguém ousar pensar diferente daquilo que lhe foi ensinado durante toda a sua vida?, ao que a iluminação e a tomada de consciência serão apresentadas como possibilidade de fuga da mesmice.
No quarto capítulo, “O perigo da tomada de consciência”, tará o liame entre o bem e o mal que uma tomada de consciência pode acarretar diante de um mundo convencido de uma verdade e crente de uma tábua de valores há muito tempo construídos. Aqui também se mostrará a necessidade quase humana de melhoria da qualidade de vida quando se processará o retorno ao seu antigo mundo, na tentativa de fazer com que alguém mais queira experimentar da novidade.
Na conclusão, serão apresentadas as apreciações e considerações do autor; termina o trabalho com indicações do filme e de páginas eletrônicas que poderão ser consultadas.

Quer saber mais? Siga o link:
Horton e a Filosofia

Nenhum comentário:

Postar um comentário